Posts Tagged ‘ Rede Globo ’

Roberto Marinho deve ter dado cambalhota na tumba

A Rede Globo e seu elogiado padrão de qualidade derraparam feio ontem. A lider de audiência nacional pagou um “micão”, digno de emissoras tipo TV Gazeta pra baixo. Bota pra baixo nisso. Logo depois do desastre da Seleção, no empate com o Paraguai, entrou no ar o programa chinfrim do ótimo Tiago Leifert, com Caio Ribeiro, ótimo também, de nome “Central da Copa”. Tem um auditoriozinho para promover atores e atrizes de novelas enciumados por estarem no limbo da emissora (sempre tem que ter gente de novelas nos programas da Globo), e um bando de “manés” que não têm nada a ver, nada a dizer, nada a fazer coisa alguma. Um bando de vazinhos de flores, papagaios de piratas promovidos a figurantes de coisa nenhuma.

Daí Tiago chama o telão e aparece a Seleção (que escapou de um vexame), como líder do grupo “B”, com 4 pontos ganhos, quando tem dois pontos. E sem merecer.Que beleeeeezaaaa, como diria Milton Leite, grande locutor do Sport TV.

Brasil, no topo da tabela, segundo a Globo.

Não bastasse a grande derrapada, o programa que só derruba a audiência da Globo (chato pra caramba, porque quem gosta de futebol quer ouvir entrevistas de vestiários e opiniões de gente do ramo, não de artistas bonitinhos de novelas), aprimorou a lambança. No outro painel, mostou o Brasil vencendo o Paraguai por 1 a 0.

Brasil 1, Paraguai 0. Padrão Globo de qualidade.

O padrão global está em baixa. Do Oiapoque ao Chuí. Dr. Roberto, com todo respeito, está dando cambalhotas no túmulo. Com toda razão.

Anúncios

TV ao vivo tem dessas coisas… Mas aí já é demais, né?

Temos colocado aqui no nosso blog algumas lambanças que acontecem quando emissoras de TV estão transmitindo programação ao vivo. Pra gente é engraçado, mas para quem está lá, dentro do estúdio, com uma câmera na frente geralmente é constrangedor.

Veja o que aconteceu em um telejornal da TV Globo Nordeste, emissora da Rede Globo de Recife (embora os estúdios estejam instalados em Olinda). Barbaridade.

Lá vem a Globo e o Governo Federal de novo com a “Campanha do Desarmamento”.

Ontem, a Band vacinou a tal “Campanha do Desarmanento”, que o Palácio do Planalto está lançando hoje, aproveitando a comoção daquela inaceitável invasão de uma escola em Realengo, no Rio.

A Globo vai dar a maior força, claro. Vai falar sobre isso em todos os noticiários, porque não se conformou em perder o Referendo, realizado em 2005, quando quase 64% dos eleitores brasileiros entenderam que as pessoas de bem podem, ou não, comprar armas legalmente.

Não entendo, sinceramente, a razão de a família Marinho achar que bandidos podem ter armas ilegais e pessoas de bem não possam comprar armas, se acharem que isso é necessário. Será que alguém, em sã consciência, acha que os bandidos vão entregar suas metralhadoras, fuzis e bazucas para a polícia? Fala sério!

A Globo deveria fazer campanhas para o Brasil reforçar a frágil vigilância nas fronteiras. Denunciar insistentemente que o Governo Federal vive cortando verbas na área de segurança, isso sim.

Veja a matéria do telejornal de ontem à noite da Band e o editorial que o respeitabilíssimo Joelmir Betting apresentou, assinando no final o nome da emissora. AQUI

Digo o que quero e não ouço o que não quero

Não achei legal. Não conheço o Tiago Leifert, mas acho um cara do bem. Virou o Globo Esporte de cabeça pra baixo. Mudou a cara dos programas esportivos. Arejou. Ganhou audiência. É muito criativo, simpático, inteligente e, dizem, tem uma namorada lindíssima.

Brincou com a torcida do Corinthians no dia primeiro de abril, como você pode ver no post abaixo. E a torcida do Corinthians brincou com ele, dizendo que Tiago estava comemorando um ano de união com um jogador de basquete. Primeiro de abril também. Coloquei  os dois vídeos no post abaixo, o do Globo Esporte brincando com o Timão e o do Jornal do Corinthians brincando com o Tiago.

Agora, fui dar uma olhada pra ver se os links estavam funcionando, e a resposta dos torcedores do Corinthians estava CENSURADA.

Isso é coisa de paiseco que quinto mundo. Inaceitável.

Tiago é o editor do Globo Esporte, portanto, responsável pelo conteúdo do programa. Não sou corintiano, mas considero a atitude de tirar o vídeo dos corintianos do ar absolutamente condenável. Se ele pode fazer piadinhas com a torcida do Corinthians, a torcida tem o mesmo direito de fazer piadinhas com ele também.

Não sei quem tirou o vídeo do ar. Se foi ele, com medo de levar a fama de homossexual, ou a Rede Globo, querendo proteger seu funcionário. Seja lá de quem for, é coisa de paiseco de quinto mundo.

Quer brincar? Quer tirar sarro? Aguentem o fogo de encontro. Sejam homens.

Denúncia do Fantástico toma conta das conversas na cidade

Na cidade não se fala outra coisa. No café, no bar onde passei para comprar cigarros e na fila do banco, ninguém comenta outro assunto senão o fato de a Consladel – Construtora Laços Detetores e Eletrônica – contratada pela prefeitura de Jaú para prestar serviços para a Secretaria de Transporte e Trânsito ter sido uma das protagonistas da matéria exibida na noite de domingo pelo “Fantástico”, da Rede Globo, sob o título “Máfia das multas e lombadas eletrônicas fatura R$ 2 bilhões por ano”.

A reportagem, que durou mais de 17 minutos e pode ser vista na íntegra neste endereço ( http://migre.me/42PrU) mostra, entre outras várias falcatruas, o representante da empresa Cleberton Tintor dizendo que o sistema de radares fabricados por sua empresa permite que o cliente retire do sistema as multas de quem quer que seja antes da listagem dos infratores ser enviada ao Detram.

Cleberton vai mais longe. Sem saber que estava sendo filmado por uma câmera oculta, diz para o repórter (que se passava por um funcionário de alguma prefeitura interessada em contratar a Consladel) que providenciava editais direcionados e ainda combinava o valor da propina que a empresa pagaria aos contratantes do serviço:

“Eu tenho o edital pronto. Eu te passo os pontos e você ‘encaixa’ o valor que eu te dei.
Aí, eu acerto até o valor da comissão. Então, comissão de 3% a 5%, tira multa e direciona o edital”, explicou.

Nos programas de notícias das emissoras de rádio, o radialista e jornalista José Henrique Teixeira , da Rádio Jauense, comentou a reportagem da Globo e sugeriu que os vereadores peçam para examinar os termos do contrato firmado entre a prefeitura e a empresa denunciada. Segundo Teixeira, o valor é de R$ 3.281 mil reais.

Na Tropical FM, o radialista e ex-candidato a prefeito Rafael Agostini colocou no ar, no mínimo três vezes, o trecho áudio da reportagem do Fantástico falando da empresa contratada pela prefeitura de Jaú. Ele também sugeriu que os vereadores analisem cuidadosamente o contrato e prometeu abrir, na edição do seu programa de amanhã, o microfone da emissora para que os motoristas jauenses se manifestem. Segundo Agostini, foi muito grande o número de ouvintes que ligaram para a Tropical para reclamar dos locais e do número de radares que a prefeitura autorizou a Conslatel instalar na cidade.