Posts Tagged ‘ Brasil ’

Vamos que vamos, Brasil!

Que beleeeeeeeeezaaaaaaaaa!!!!!

Daqui a pouco, você, eu, e todos os brasileiros teremos pago exatos 1 trilhão de reais de impostos ao governo. O valor, registrado pelo Impostômetro, em São Paulo, representa o total de impostos federais, estaduais e municipais arrecadados em 2011. A marca será atingida 35 dias antes de 2010, quando o mesmo valor foi alcançado em 18 de outubro.

Todo ano, o prazo para atingir a marca de R$ 1 trilhão cai: em 2008, foi em 14 de dezembro; em 2009, em 8 de dezembro; em 2010, 18 de outubro; e este ano, em 13 de setembro.

Até o fim do ano, segundo os cálculos do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), você, eu, e todos os brasileiros deveremos pagar R$ 1,4 trilhão em tributos.

Quando compramos uma cerveja,  pagamos 55,60% de impostos. Trocando em miúdos. Se você compra uma cerveja no supermercado por R$ 2,60, significa que na verdade ela custou R$ 1,15, incluindo neste custo o valor do produto, o transporte da fábrica até o supermercado e o lucro do supermercado. E o nosso governo fica com extatos R$ 1,45.

Você chega cansado do trabalho e abre uma cervejinha gelada. Toda vez que fizer isso, imagine o seguinte: o governo entra na sua casa, puxa uma cadeira, pega um copo e toma mais da metade da cerveja que você comprou. Bobear, ainda deixa a “baba” pra você. É exatamente isso o que acontece. Você poderia pagar R$ 1,15 pela garrafa, mas paga R$ 2,60, porque você tem que pagar a parte do seu “convidado”. Dá pra ser feliz?

Há muitos anos alguns projetos estão adormecidos nas gavetas do Congresso tentando obrigar o governo tornar público o quanto custa um produto e quanto o consumidor paga de imposto por ele, como acontece na maioria dos países civilizados. Só que moramos no Brasil, né? Tudo por baixo do pano, tudo na moita. Sabe quando isso vai acontecer aqui?

Quem pode mais chora menos.

Saúde pra você. Saúde pra todos nós. E vamos que vamos, Brasil.

 

Estádios da Copa de 2018 vão ficar prontos antes dos nossos.

Você já viu algum vídeo promocional da Copa de 2014? Procurei no Youtube e só encontrei um. Bem tosco, por sinal. Antigo e mal informado. Nele, aparece o Morumbi como o estádio que vai receber jogos da Copa em São Paulo.

Enquanto ainda se discute quem vai pagar para desviar a tubulação que está sob o terreno de Itaquera onde será construído o estádio do Corinthians, sabe-se lá por quanto, a Rússia, sede da Copa de 2018, já está divulgando vários vídeos do Mundial que vai promover.

De dar água na boca. Embora tenha sete anos pela frente para construir estádios, boa parte das sedes está com inaugurações previstas para o ano que vem. Isso mesmo. Alguns estádios vão ficar prontos antes que os nossos. Não acredita? É só clicar AQUI.

Dançamos também. Ninguém perde 4 pênaltis impunimente.

Pois é. Jogamos a melhor partida da Copa América e estamos fora. Por que?

Porque faltou poder de finalização. Criamos um monte de oportunidades de gol e não marcarmos, algumas pela boa presença do goleiro paraguaio, outras por falta de objetividade do ataque. Acho que valeu a experiência mesmo.

Quem errou?

Errou a estrutura do futebol brasileiro. Trouxemos um monte de jogadores que estão em fim de temporada, loucos pelas férias, mas que não têm coragem, como Kaká, na úlitma Copa América, de dizer para o técnico que está esgotado, que não vai defender a Seleção porque não tem condições físicas pra isso. Jogadores que vêm da Europa estão cansados e querem mais curtir férias, mas não têm coragem de descartar a Seleção. Então, vão para o sacrifício, por amor à Pátria.

Que a Seleção evoluiu, não se discute. Que merecia ganhar, também é indiscutível. Mas que erramos em alguns aspectos, também está fora de discussão. E perder quatro pênaltis em uma decisão, então, não tem desculpa.

Desta vez, como estamos passamos a régua na Copa América, porque fomos eliminados, em vez de dar as notas do jogo, vamos mais longe, vamos dar notas à participação do Brasil na competição. Acho mais justo.

Júlio César: trabalhou muito pouco e quando foi exigido não foi bem. Nota 4.

Daniel Alves: uma decepção. Jogou mal e perdeu a posição. 2.

Maicon: ótima na primeira partida e confuso na segunda. 6.

Lúcio: não foi o mesmo da Copa, mas dá segurança à defesa e tenta ajudar o ataque. 8.

Thiago Silva: alternou bons jogos com outros nem tanto. Mas na média não foi mal. 6.

André Santos: destoa dos companheiros. Limitado.  Muito abaixo da média.2.

Lucas Leiva: ganhou lugar na equipe. O melhor da Seleção, porque manteve sempre o futebol combativo. A expulsão de hoje não tira seu brilho. O mais regular da commpetição. 8.

Ramires: Hoje trabalhou bem, mas nas outras partidas ficou devendo. 5.

Ganso: não foi tanto como poderia. Mas fez o que dele se esperava: colocou vários atacantes na cara do gol. 7.

Robinho: também fez uma bela partida contra o Paraguai. Mas, na média, esteve muito abaixo do que sabe jogar. 6.

Neymar: não foi o que esperava-se deve. É craqe? É. Mas ficou devendo. 6.

Pato: demorou pra deslanchar. 6.

Mano Menezes: Acertou trocando Daniel Alves por Maicon, errou por manter André Santos, jogador extremamente limitado. Fez substituições óbvias e não ousou. Esperava muito mais dele. 4.

Adiós, hermanos…

Deixando de lados os coadjuvantes de sempre, duas seleções renovaram seus times para a Copa América: Argentina e Brasil. Uruguai e Paraguai optaram por manter praticamente as mesmas equipes que disputaram o Mundial da África do Sul.

O Uruguai se deu bem e eliminou a Argentina nos pênaltis (5 a 4). Tevez (foto) não marcou.

Daqui a pouco teremos a segunda parte do desafio Experiência X Renovação. Se o Brasil passar pelo Paraguai, como acredito, cai por terra a tese de que a Copa América não admite ousadia. Se der Paraguai, aí é porque mais vale a astúcia do que a ousadia.Depois do jogo volto com as notas.

Roberto Marinho deve ter dado cambalhota na tumba

A Rede Globo e seu elogiado padrão de qualidade derraparam feio ontem. A lider de audiência nacional pagou um “micão”, digno de emissoras tipo TV Gazeta pra baixo. Bota pra baixo nisso. Logo depois do desastre da Seleção, no empate com o Paraguai, entrou no ar o programa chinfrim do ótimo Tiago Leifert, com Caio Ribeiro, ótimo também, de nome “Central da Copa”. Tem um auditoriozinho para promover atores e atrizes de novelas enciumados por estarem no limbo da emissora (sempre tem que ter gente de novelas nos programas da Globo), e um bando de “manés” que não têm nada a ver, nada a dizer, nada a fazer coisa alguma. Um bando de vazinhos de flores, papagaios de piratas promovidos a figurantes de coisa nenhuma.

Daí Tiago chama o telão e aparece a Seleção (que escapou de um vexame), como líder do grupo “B”, com 4 pontos ganhos, quando tem dois pontos. E sem merecer.Que beleeeeezaaaa, como diria Milton Leite, grande locutor do Sport TV.

Brasil, no topo da tabela, segundo a Globo.

Não bastasse a grande derrapada, o programa que só derruba a audiência da Globo (chato pra caramba, porque quem gosta de futebol quer ouvir entrevistas de vestiários e opiniões de gente do ramo, não de artistas bonitinhos de novelas), aprimorou a lambança. No outro painel, mostou o Brasil vencendo o Paraguai por 1 a 0.

Brasil 1, Paraguai 0. Padrão Globo de qualidade.

O padrão global está em baixa. Do Oiapoque ao Chuí. Dr. Roberto, com todo respeito, está dando cambalhotas no túmulo. Com toda razão.

Tem gente que sabe levar a vida…

Recebi este vídeo por e-mail com um título pejorativo: “Farofeiros da Suiça”. Intrigado, abri para ver.

Depois de assistir, cheguei à conclusão de que o título só pode trazer uma parte de ironia e outra de inveja. Imagina só se você pudesse entrar em alguma loja aqui em Jaú e comprar o equipamento que os “farofeiros” suíços mostram neste filme… Brincadeira. Lógico que não passa de um filme institucional da empresa que fabrica esta casa ambulante. Mas dê uma olhada e veja se você não queria ter uma engenhoca ajeitada como essa.

Não sei quando onde nem quando usaria esse treco. Mas garanto pra vocês que se isso aparecer no Brasil, Serginho, meu genro, é sério candidato a experimentar.

Gloss com gosto de cerveja? Compra! Compra! Compra!

Acredite se quiser: a  Heineken lançou um gloss (para nós, homens um tipo de batom com brilho) com gosto de cerveja. A ação, feita para o Dia dos Namorados na Europa ano passado,  chega ao Brasil agora. Não será vendido. Para levar, é preciso entrar na página do Facebook (é só clicar) e ver os estabelecimentos onde há experimentação – está disponível em 15 cidades.

A cervejaria publicou um vídeo (em inglês)  demonstrando as melhores formas de uso:

Vou começar agorinha uma campanha pra Vera comprar esse gloss. Compra! Compra! Compra! Por que vocês, marmanjos leitores deste blog, não fazem a mesma coisa?