Posts Tagged ‘ campanha ’

A folga acabou. “Chega mais perto”.

Amigos.

Pela primeira vez desde que foi lançado o blog ficou três dias sem ser atualizado. O motivo? Na verdade são dois. O primeiro, uma viagem a São Paulo para assistir o casamento da Gi e Guilherme, sobrinhos.

O segundo: minha primeira folga. Durante quase seis meses (o blog entrou no ar pra valer em março) não deixei de atualizá-lo aos sábados, domingos e feriados, incluindo aí carnaval e Semana Santa. Então, aproveitei a viagem, e as condições complicadas para encontrar assuntos interessantes para vocês estando longe de casa, e tirei três dias de folga.

A partir de hoje, retomaremos a rotina. Todo dia você vai encontrar novidades aqui. Como esta, aí em abaixo. É um vídeo de uma campanha contra o preconceito aos portadores de deficiência física e mental. O nome da campanha: “Precisamos disfarçar para ganhar um abraço? Chega mais perto”. Vejam que belo filme.

Anúncios

Melhor não sair de perto da sua cerveja. Ou não.

Um dos melhores comerciais da campanha que a Heineken lançou na Europa no primeiro semestre, de olho nas férias de Verão. 

A primeira publicitária do Toddy no Brasil

Para a moçada, é absolutamente bizarro. Mas era assim mesmo. 52 anos atrás queriam o quê?

Querem saber? A campanha deve ter dado resultado, porque Toddy vende até hoje. Chega de conversa. É ver para acreditar.

As frases são do diretor da Consladel. A conclusão é sua.

As frases são do engenheiro Marcio Rovai Arem (ao centro), diretor da Consladel. Ontem ele esteve em Jaú  para conversar com a imprensa, e se colocar à disposição para ser interrogado pela CEI dos Radares.

Ao ser perguntado em entrevista coletiva que deu ontem sobre doação que fez de R$ 50 mil para a campanha do prefeito Oswaldo Franceschi, afirmou:

A Consladel separa um coeficiente e divide entre os partidos. Estamos há mais de 20 anos no mercado. Seria muito infantil fazer doação com vista a um contrato futuro. Fizemos doação para todos os partidos políticos.”

Mais tarde, perguntado qual a razão de ter escolhido Jaú para distribuir a benesse, Arem escorregou:

É uma cidade que não tinha sinalização. Vimos um potencial aqui. Foi um investimento. Escolhemos várias cidades do interior onde não tínhamos contrato e tinham sinalização deficiente.

Então tá. Outra frase do diretor da empresa, pra fechar:

Não existe e nem nunca existiu qualquer esquema de propina na Consladel.

Quem sabe domingo o Fantástico peça desculpa aos seus telespectadores por ter inventado o vídeo onde um representante da empresa promete propina.

A reportagem completa da entrevista você pode ler no site Jaunews (de quem tomei emprestada a foto acima), clicando AQUI