Dançamos também. Ninguém perde 4 pênaltis impunimente.

Pois é. Jogamos a melhor partida da Copa América e estamos fora. Por que?

Porque faltou poder de finalização. Criamos um monte de oportunidades de gol e não marcarmos, algumas pela boa presença do goleiro paraguaio, outras por falta de objetividade do ataque. Acho que valeu a experiência mesmo.

Quem errou?

Errou a estrutura do futebol brasileiro. Trouxemos um monte de jogadores que estão em fim de temporada, loucos pelas férias, mas que não têm coragem, como Kaká, na úlitma Copa América, de dizer para o técnico que está esgotado, que não vai defender a Seleção porque não tem condições físicas pra isso. Jogadores que vêm da Europa estão cansados e querem mais curtir férias, mas não têm coragem de descartar a Seleção. Então, vão para o sacrifício, por amor à Pátria.

Que a Seleção evoluiu, não se discute. Que merecia ganhar, também é indiscutível. Mas que erramos em alguns aspectos, também está fora de discussão. E perder quatro pênaltis em uma decisão, então, não tem desculpa.

Desta vez, como estamos passamos a régua na Copa América, porque fomos eliminados, em vez de dar as notas do jogo, vamos mais longe, vamos dar notas à participação do Brasil na competição. Acho mais justo.

Júlio César: trabalhou muito pouco e quando foi exigido não foi bem. Nota 4.

Daniel Alves: uma decepção. Jogou mal e perdeu a posição. 2.

Maicon: ótima na primeira partida e confuso na segunda. 6.

Lúcio: não foi o mesmo da Copa, mas dá segurança à defesa e tenta ajudar o ataque. 8.

Thiago Silva: alternou bons jogos com outros nem tanto. Mas na média não foi mal. 6.

André Santos: destoa dos companheiros. Limitado.  Muito abaixo da média.2.

Lucas Leiva: ganhou lugar na equipe. O melhor da Seleção, porque manteve sempre o futebol combativo. A expulsão de hoje não tira seu brilho. O mais regular da commpetição. 8.

Ramires: Hoje trabalhou bem, mas nas outras partidas ficou devendo. 5.

Ganso: não foi tanto como poderia. Mas fez o que dele se esperava: colocou vários atacantes na cara do gol. 7.

Robinho: também fez uma bela partida contra o Paraguai. Mas, na média, esteve muito abaixo do que sabe jogar. 6.

Neymar: não foi o que esperava-se deve. É craqe? É. Mas ficou devendo. 6.

Pato: demorou pra deslanchar. 6.

Mano Menezes: Acertou trocando Daniel Alves por Maicon, errou por manter André Santos, jogador extremamente limitado. Fez substituições óbvias e não ousou. Esperava muito mais dele. 4.

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: