Que o cachorro é o melhor amigo do homem ninguém duvida. Sabe desde quando?

Luna (Lulu para os íntimos): amiga de verdade.

Alguém arriscaria dizer há quanto tempo os cães são os melhores amigos do homem? Não sou de acreditar muito nos números que vocês vão ler logo abaixo, essa história de 20.000 anos. Embora absolutamente leigo no assunto, me recuso a acreditar que alguém pode precisar exatamente quantos mil anos tem uma múmia, ou se os dinossauros andaram por aqui há três ou 300 milhões de anos. Seja lá como for, achei esse assunto interessante. Para quem gosta de cães, melhor ainda.

É tido como consenso que a domesticação do cachorro, o primeiro animal a conviver com humanos, foi um processo muito lento. A teoria mais aceita afirma que a aproximação se intensificou há cerca de 11.000 anos, junto com a agricultura. A partir daí as sociedades humanas passaram a ter excedentes de alimentos, atraindo alguns lobos mais mansos e menores. O homem oferecia comida, e o animal retribuía dando proteção contra predadores. Os mais dóceis foram ‘adotados’ pelos humanos que, por meio de seleção artificial, passaram a criar filhotes cada vez mais domesticáveis, até o ponto de se comportarem como os cachorros de hoje.

A literatura diz que raça a mais antiga do mundo, com milhares de anos de idade, é o husky siberiano. A raça akita, do Japão, teria cerca de mil anos e o pastor alemão, aproximadamente 300 anos e são frutos de seleção organizada por criadores especializados.

Mas o relacionamento entre homens e cães pode ter começado há mais tempo do que se pensava: recentemente, cientistas encontraram o crânio de um cão domesticado 33.000 anos atrás, nas montanhas Altai, na Sibéria. O fóssil, relativo a um espécime que viveu antes da Era do Gelo, ocorrida há 20.000 mil anos, apresenta algumas das características de cães modernos. Um artigo sobre a descoberta foi editado em uma publicação científica especializada, a PLoS ONE.

O focinho recém-descoberto tem tamanho similar ao de cães que habitavam a Groenlândia há 1.000 anos, e seus dentes se assemelham aos de lobos selvagens europeus que viveram 31.000 anos atrás. Isso indicaria um estágio muito preliminar de domesticação – e está longe de determinar se, naquele período, a lealdade do homem era recíproca.

Vindo pra mais perto, posso garantir que Vera e eu temos três grandes companheiros: Honey, a mãe, Duque, o macho e Luna, aí em cima, a dengosa e chameguenta. Os três boxers mais bonitos do mundo (palavras da Vera, super coruja). Arteiros quando sozinhos, leais e dóceis quando estamos em casa. Não diria que são nossos melhores amigos, mas os peludos são muito queridos. Quem nos conhece, sabe.

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: