O encanto das Caixas de Música, em exposição na FIESP.


Talvez o único brinquedo da infância que tenha chegado à minha idade adulta foi uma caixa de música. Eu a namorei na vitrine da Casa Maitino (só os da minha idade podem se lembrar desta loja) da Rua Tenente Lopes por muito tempo e, para meu encantamento, foi um dos presentes que recebi no Natal.

A caixa imitava um rádio da época. Na parte interna, era um pequeno palco onde, quando se abriam as portinhas, uma delicada bailarina, vestida de azul, punha-se a dançar sobre um piso de veludo vermelho, num cenário de espelhos.  Lembro-me até que ela só tinha a saia de dois babados. A parte de cima era o corpo da boneca pintado de branco, imitando um tomara que caia. Resistiu enquanto pôde às minhas filhas, mas não suportou um ataque furioso da Honey, nossa boxer tão querida como geniosa quando fica sozinha. Curti infinita tristeza por bom tempo.

Vem daquele desejado presente minha paixão por caixas de música. Costumo dizer que se fosse rica, ainda que tardiamente, começaria uma coleção delas.

Qual não foi minha surpresa quando, ao chegar a São Paulo, na quarta passada, minha filha e meu genro me contaram que havia uma exposição de caixas de música na FIESP, na Paulista, bem perto do apartamento da Mariana. Lógico, lá fui eu visitar.

Um encantamento! Esta é a palavra mais adequada para descrever a exposição. Tem todo tipo e tamanho de caixas de música. Para se ter idéia do tamanho da diversidade, partindo de exemplares antiquíssimos, do início do século XIX, chega-se a uma, contemporânea, que só toca músicas dos Beatles. Simples e sofisticadas, enormes e minúsculas, movidas por corda e eletricidade, enorme variedade está exposta, passando até por gramofones e realejos magníficos.  As guias, muito bem preparadas, podem acompanhar os visitantes passando muitas informações e contando curiosidades sobre as peças.

O título é pomposo: “A Arte na Mecânica do Movimento”. A exposição fica aberta ao público até dia 30 de junho. Aconselho. Quem for a São Paulo com tempo não pode perder! Se quiser saber outras informações, clique AQUI.

Vera Schwarz

Anúncios
    • Célia Campanhã Monterosso
    • 1 de junho de 2011

    Vera, adoro seus textos.Leitura leve, agradável, elegante.
    Continue sempre postando no blog do Mário. É uma contribuição e tanto ! Beijos

  1. Minha Linda,
    Elogio de amiga muuuuuito querida não vale. Mas, de qualquer forma, obrigadíssima.
    Beijos.

    • Gi
    • 10 de junho de 2011

    Veeeeeeeegaaaa muiiiiiiiitas saudadesssssssss, nossaaa q delicia ter descoberto esse blog 🙂 nossa estou muito feliz! Mil bjos gi

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: