GP Turismo: CBA aceita recurso e jauenses ficam em sexto lugar no circuito do Anhembi

“A Confederação Brasileira de Automobilismo julgou recurso impetrado pelos pilotos das equipes do carro número 33 (Ricardo Maurício e Bruno Garfinkel), envolvendo os carros 7 (Valdeno Brito e Matheus Stumpf), 5 (Paulo Bonifácio e Juliano Moro) e 19 (Chico Longo e Daniel Serra), pelo descumprimento do item 156 do regulamento desportivo do Itaipava GT Brasil”, afirmou Nestor Valduga, presidente do CTDN, o Conselho Técnico Desportivo Nacional.

As três duplas, sob orientação das equipes, se recusaram a subir no pódio como forma de protesto, porque contestavam o resultado final. A alegação era de que o piloto vencedor, Pedro Queirolo (CO, SP), não havia cumprido o tempo mínimo de parada nos boxes – queixa considerada improcedente após análise dos dados pelos comissários e das imagens da câmera onboard do primeiro colocado. Mas a ausência na cerimônia de pódio seria passível de desclassificação ainda que as reclamações fossem procedentes.

Com a punição das três equipes, a dupla de pilotos jauenses, Fernando e Daniel Croce, que terminou a prova em nono lugar (preliminar da Fórmula-Indy)  no circuito do Anhembi, em São Paulo, subiu para sexto lugar. Excelente, para a família Croce,  que este ano está estreando na categoria.

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: