Na política, nem tudo o que parece é. Não é? Ou é? Pode ser…

Gente,

Na semana que vem o vereador Kakai deve apresentar o relatório final da chamada CEI dos atos secretos. Nem tenho colocado “atos secretos” em maiúscula porque, bem, nem  vem ao caso dizer a razão. Ou vale. Deve acabar em pizza, a opção preferida no cardápio da maioria dos políticos brasileiros.

Nossa conversa vai tomar outro rumo, assim como a CEI, que deveria apresentar o relatório final amanhã, mas só deve encerrar as oitivas na sexta-feira.

Será que, depois de verem todos os documentos que comprovam que houve irregularidades na publicação dos editais, oito vereadores vão votar a favor de que as investigações prossigam, para que seja instalada uma Comissão Processante que tem poderes até para cassar o prefeito Oswaldo Franceschi? Ou julgar que ele não deve ser cassado?

Para que as investigações prossigam, são necessários esses oito votos.

Fiquei sabendo que vereadores se reuniram para comemorar o aniversário do vereador Kakai e nove deles disseram que vão votar para que o processo vá adiante.

Mas na reunião desta segunda, na Câmara, alguns voltaram atrás e negaram que votarão a favor da instauração da Comissão Processante. Negaram na Câmara o que haviam aprovado no aniversário. O vereador José Aparecida Segura Ruiz foi claro. Levou à tribuna uma corda, para dizer que cada vereador poderia usá-la de duas formas: uma, para se enforcar, caso não aprove o prosseguimento das investigações. Ou para roer caso não mantenha a palavra.

Triste, não é?

Vamos falar a verdade?

Os vereadores que podem roer a corda são ligados ao PSDB, direta ou indiretamente.

Resumindo a ópera, devem seguir o que o “grupo” decidir .  Se o “grupo”, entre aspas mesmo, decidir que as investigações devem seguir, a Comissão Processante será instaurada. Se o “grupo”, entre aspas de novo, achar melhor que a sujeira vá para debaixo do tapete, fica tudo como dantes no quartel de Abrantes.

Esqueci de perguntar para o Fernando Frederico, presidente da CEI, se a votação é aberta ou fechada.

Se for aberta, todos vão saber quem vai  cumprir o papel de vereador e investigar se há alguma coisa errada ou não.

Se for fechada, podem estar preparando uma enorme pizza a ser servida para seus eleitores.

E nossa Câmara vai continuar sendo motivo de… deixa pra lá, vai.

Anúncios
    • Walcestari
    • 4 de maio de 2011

    Deveria ser aberta, escancarada, assim a gente iria de uma vez por todas saber quem é quem .

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: