CEI dos atos secretos: depoimentos confirmam atraso nas publicações.

Du Barreto (à esquerda), durante depoimento de hoje.

Cada vez que os membros da Comissão Especial se reúnem para ouvir testemunhas da investigação dos chamados atos secretos da prefeitura de Jaú torna-se mais grave a situação da administração municipal. Depois do depoimento de Du Barreto, ex-secretário de Relações Institucionais, não há dúvida de que os jornais contendo decretos que deveriam ser assinados no ano passado foram impressos em fevereiro de 2011, com datas retroativas.

Ex-prefeito de Brotas duas vezes, Du Barreto mostrou saber muito bem a gravidade desse tipo de procedimento, que chamou de “desregramento”. Disse mais de uma vez que esse foi o motivo pelo qual pediu demissão do cargo que ocupava. Barreto foi mais longe. Declarou que oito meses depois de ter deixado o cargo, foi chamado pela Prefeitura para assinar decretos que deveriam ter sido publicados no ano passado.

“Por mais que eu pedisse, por mais que eu falasse, não acatavam. Quem sempre atrasava o envio dos decretos era a Secretaria de Finanças. E eram decretos sobre remanejamento de verbas”. Não poderia ser mais contundente.

A versão do ex-prefeito foi integralmente corroborada por outro ex-secretário da mesma pasta, Sílvio Fernandes. Sílvio afirmou que mais de uma vez foi cobrar do prefeito Oswaldo Franceschi agilidade da Secretaria de Finanças na devolução dos documentos feitos pela secretaria que dirigia, sem obter qualquer sucesso.

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: